• Tuna Fernando Távora
  • Sarau 2016
  • Carnaval 2014
  • Torneio de Basquetebol 2015
  • Visita de Estudo EMRC 2015

Projeto Escolas Promotoras de Saúde

No âmbito do protocolo estabelecido entre os Ministérios da Educação e Ministério da Saúde - Despacho nº 25 995/2005 (2ª série), Despacho nº 2506/2007 e Despacho nº 12 045 / 2006 (2ª série) foi aprovado o Programa Nacional de Saúde Escolar que delibera que a Educação para a Saúde deve ser considerada obrigatória em todos os estabelecimentos de ensino e integrar o Projeto Educativo da Escola.

De acordo com o Despacho do Senhor Secretário de Estado da Educação, de 27 de Setembro de 2006, a Educação para a Saúde pretende assegurar o acompanhamento, monitorização e desenvolvimento das atividades da saúde em meio escolar, na vertente da Educação para a Saúde. Tendo em conta este Despacho e outra legislação de referência, são consideradas temáticas prioritárias a alimentação e atividade física, saúde oral, prevenção do consumo de substâncias psicoactivas, sexualidade, infeções sexualmente transmissíveis e violência em meio escolar.

 

O presente projeto tem como finalidade contribuir para que as Escolas do Agrupamento sejam cada vez mais promotoras da saúde dos seus alunos, através do desenvolvimento de actividades no âmbito da Educação para a Saúde em meio Escolar. Visa apetrechar os nossos alunos com ferramentas necessárias para que cada vez mais sejam conscientes, autónomos, críticos, confiantes, responsáveis, cooperantes, comunicativos, intervenientes para adoptar estilos de vida saudáveis. Pretende dotar os professores, principalmente os Directores de Turma de ferramentas para abordar assuntos relacionados com a saúde. Neste sentido a formação dos docentes nestas áreas torna-se fundamental.

No presente ano letivo, pretendemos uma abordagem das diversas áreas prioritárias e a implementação de diversas atividades que propiciem uma resposta afirmativa à política dos três “P’s” – Protecção, Promoção e Prevenção. Para isso,

pretendemos articular nas diversas actividades com a comunidade educativa (professores de Educação para a Cidadania, Ciências Naturais, Educação Física, Directores de Turma, equipa da Biblioteca Escolar, pessoal não docente e alunos) e estabelecer parcerias com a comunidade extra-escolar (Cruz Vermelha Portuguesa, Universidade do Minho, Instituto Português da Juventude, associação para o planeamento familiar (APF), Centro de Saúde de Urgeses, Centro de Coordenação do VIH/SIDA e outras).

A implementação deste projeto é de particular importância pelo número de crianças que pode alcançar e pelas idades em que estas se encontram, pois todas passam pelo sistema de ensino e é nestas idades que se estabelecem as raízes do nosso comportamento, sendo por isso mais fácil adquirir bons hábitos e assimilar conhecimentos.

 

Objectivos do projeto

 

- Promover e proteger a saúde e prevenir a doença na comunidade educativa;

- Sensibilizar a comunidade escolar para as questões da saúde física, mental e social;

- Sensibilizar a comunidade educativa para a importância do exercício físico, na promoção do bem-estar;

- Promover uma maior integração dos vários saberes no sentido de fomentar estilos de vida saudável;

- Estabelecer uma boa articulação com a comunidade extra-escolar, potenciando parcerias;

- Promover a auto responsabilização dos jovens pela sua saúde;

- Ajudar os jovens e adolescentes a fazer escolhas informadas;

- Promover a saúde dos jovens, especificamente em matéria de alimentação saudável e actividade física;

- Promover a aquisição de hábitos alimentares saudáveis;

- Promover a prática de actividade física;

- Prevenir as doenças orais e visuais;

- Incentivar práticas de higiene individual;

- Contribuir para uma melhoria dos relacionamentos afectivo-sexuais entre os jovens;

- Contribuir para uma sexualidade responsável.

- Contribuir para a redução das possíveis consequências negativas dos comportamentos sexuais, tais como a gravidez não planeada e as infecções sexualmente transmissíveis (IST);

- Contribuir para a tomada de decisões saudáveis na área da sexualidade;

- Identificar os vários tipos de comportamentos relacionados com a violência.

 

- Desenvolver uma consciência crítica face aos riscos dos consumos (álcool, tabaco e drogas ilícitas).

TEIP